URTICÁRIA AGUDA – CARACTERÍSTICAS

Urticária aguda é o tipo de urticária cuja as crises duram no máximo 6 semanas. Cursa com o aparecimento de urticas (lesões altas e avermelhadas) de tamanhos variados em qualquer parte do corpo, com muita coceira. Pode ocorrer também o angioedema (inchaço), principalmente na área da face.

Os sintomas podem variar de leves a intensos e graves. Nos casos muito graves, pode haver inchaço da língua e da glote e levar ao risco de morte se o indivíduo não for atendido a tempo.

As causas mais comuns da urticária aguda são medicamentos, alimentos, picadas de insetos, infecções (principalmente virais) e contactantes (látex).

Ocorre por mecanismos alérgicos e não alérgicos.

Urticária aguda em criança

URTICÁRIA AGUDA ALÉRGICA: os sintomas aparecem rapidamente, no máximo em até uma hora da ingestão do agente causador da crise. O quadro normalmente é grave e com frequência cursa com angioedema. Os causadores mais comuns são: alimentos e medicamentos.
Os alimentos mais implicados são crustáceos (camarão), amendoim, trigo, soja, ovo e leite de vaca. Pessoas alérgicas a esses alimentos podem também não tolerar alimentos semelhantes ou da mesma família, por exemplo, um indivíduo alérgico a amendoim pode manifestar a  doença ao ingerir nozes ou amêndoas.

Os medicamentos mais envolvidos nesse tipo de urticária aguda alérgica são as penicilinas e derivados.

Existe um tipo de urticária aguda alérgica muito grave que leva ao risco de morte chamada anafilaxia. Para saber mais veja: Anafilaxia

Angioedema agudo pseudoalérgico medicamentoso

Urticária aguda NÃO ALÉRGICA  (chamada também de pseudoalérgica ou falsa alergia), ocorrem por intolerância (e não alergia) a medicamentos (principalmente antiinflamatórios)  e ao corante artificial amarelo tartrazina O que devo evitar. Esse tipo de urticária é dose dependente, ou seja, ocorre se a quantidade da substância ingerida for suficiente para desencadear a crise, isso é variável para cada indivíduo e não acontece sempre.

Bibliografia:
J Allergy Clin Immunol. 2014 May;133(5):1270-7
Immunol Allergy Clin North Am. 2014 Feb;34(1):11-21